Dia 13 – 2° Dia da 58° Assembleia Geral da CNBB

       

Dom Joel Portella Amado.

         O segundo dia da 58° Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, que tem como tema geral: “Casas da Palavra: animação bíblica da vida e da pastoral nas comunidades eclesiais missionárias,” teve início nesta manhã de terça-feira (13/04/2021), às 7h, com Santa Missa, presidida por Dom Joel Portella Amado – Secretário Geral da CNBB. A Celebração Eucarística foi transmitida direto da Capela Nossa Senhora Aparecida, na sede da CNBB em Brasília (DF). Dada as circunstâncias sanitárias atuais da pandemia do Covid-19, acontece on-line.

          Pela manhã foi aprovada a mensagem destinada ao Papa Francisco, um texto escrito pelo episcopado Brasileiro, esta iniciativa é um gesto de fidelidade e comunhão com o Santo Padre, e é realizado em todas as assembleias da entidade.

        Outros destaques da pauta foram: uma breve fala sobre o Colégio Pio Brasileiro foi apresentada por Dom Jaime Spengler – Arcebispo de Porto Alegre e vice-presidente da CNBB. Dom Pedro Cipolline, presidente da Comissão para a Doutrina da Fé, fez alguns apontamentos sobre a mesma e suas atividades. E a comissão organizadora abordou o tema central da 6° Semana Social Brasileira – “Mutirão pela vida: por terra, teto e trabalho.” Também foi proferida uma mensagem do prefeito da Congregação para os bispos e um balanço do Fundo Nacional de Solidariedade, da Campanha da Fraternidade, foi debatido nesta manhã.

          Um dos destaques para hoje foi a aprovação do Ano Vocacional em 2023. A proposta foi apresentada pela Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, e foi aprovada por unanimidade pelos bispos do brasil na assembleia geral realizada de forma virtual. O primeiro Ano Vocacional foi celebrado no Brasil em 1983, a iniciativa garantiu e fortaleceu o quanto a comunidade cristã é responsável pela animação vocacional. Com o tema: “Batismo, fonte de todas as vocações” em 2003, foi realizado o segundo, proporcionando um novo despertar para a temática. Em 2023 recorda-se 40 anos de instituição do primeiro ano vocacional do Brasil, a ocasião é propícia para dar continuidade ao processo iniciado em 1983. Dom Walmor Oliveira, presidente da CNBB, durante o 4º Congresso Vocacional, em 2019 destacou: “Sem consciência vocacional, a Igreja não terá o vigor missionário que ela precisa ter”. 

Coletiva de impressa.

          Teve início na tarde desta terça-feira, às 13h, a segunda coletiva de imprensa da 58° Assembleia Geral da CNBB,  fizeram-se presentes o bispo de Carolina, no Maranhão e presidente da Comissão de Análise de Conjuntura Social, Dom Francisco Lima Soares; Dom José Valdeci Santos Mendes, bispo de Brejo no Maranhão e presidente da Comissão Episcopal para a Ação Sociotransformadora e Dom José Loniton Lisboa de Oliveira , bispo de Itacoatiara, no Amazonas e membro da Comissão Episcopal para a Ação Sociotransformadora.

Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães.

          Foi apresentado um resumo da analise de conjuntura social, política, econômica e cultural feita pela manhã, a partir de um grupo de especialistas convocados pela CNBB, durante a coletiva; Dom Francisco, apresentou uma panorâmica, salientando a crise social, econômica, ambiental, político e sanitária em nosso país. Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, mediador da coletiva, enfatiza a necessidade de uma análise de conjuntura para iluminar a assembleia, ouvindo os apelos da realidade.

Dom José Loniton.

          Dom Valdeci apresenta a 6° Semana Social Brasileira, uma iniciativa da CNBB que tem como tema central: “Mutirão pela vida: por terra, teto e trabalho”, no período de três anos (2020 a 2022). Um dos momentos centrais será o Seminário Nacional para a formação de articuladores, ainda sem data prevista por causa da pandemia de Covid-19. Outros momentos fundamentais serão os Mutirões Regionais ao longo desse período de três anos. São três os eixos centrais da mesma – “Democracia, soberania e economia;” possuindo como objetivo articular e mobilizar pessoas de boa vontade para ajudar nesse processo sócio-político para toda a humanidade. Dom José Loniton ressalta sobre o colapso sanitário hospitalar no Brasil e que em meio a toda esta realidade nós devemos motivar a toda e qualquer ação solidária-caritativa, sem nunca esquecer de refletir e questionar a respeito dos porquês de tais situações em que nos encontramos.

          Este encontro é um sinal e instrumento da colegialidade, do afeto episcopal e da busca de comunhão entre as Igrejas Particulares do país, especialmente no âmbito da ação evangelizadora – “Evangelizar é tornar o Reino de Deus presente no mundo,” assim nos lembrou Dom Mol, citando o parágrafo 176 da Exortação Apostólica – Evangelli Gaudium – de Papa Francisco.

          Roguemos por este encontro e peçamos a Nossa Senhora Aparecida – Padroeira do Brasil – copiosas bênçãos por este momento.

 

 

Fábio Dias Menezes. 
Aspirante da Congregação de Jesus Sacerdote e redator da Revista Voz Amiga.

 

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Dia 14 – 3° Dia da 58° Assembleia Geral da CNBB

qua abr 14 , 2021
O debate sobre o novo estatuto da CNBB teve início no último ano e contou com a contribuição de comissões e Regionais da CNBB e uma série de Lives promovidas pelo Instituto Nacional de Pastoral Alberto Antoniazzi (Inapaz).
%d blogueiros gostam disto: