Dia 16 – 5° Dia da 58° Assembleia Geral da CNBB

 

          O último dia da 58ª AGCNBB foi marcado por mensagem dos bispos ao povo brasileiro, que você pode encontrar na íntegra clicando aqui!

          Também foram feitos os informes da Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB e do curso oferecido pelo Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara, o CEFEP, e sobre orçamento público para agentes e membros de conselhos de políticas públicas.

Frei Evaldo Xavier.

          Ainda foi abordado o Motu Proprio do Papa Francisco, Spiritus Domini, que se refere ao acesso das mulheres ao ministério instituído do leitorado e acolitado, por meio da exposição do frei Evaldo Xavier, que disse: “A nova redação do Código de Direito Canônico diz que esse ministério pode ser confiado a todos os fiéis que forem idôneos, do sexo feminino ou masculino”. Ele explicou aos bispos que a motivação para a mudança é auxiliar a ação evangelizadora da Igreja, que cabe a toda a comunidade eclesial.

          Também foram feitos os comunicados das Comissões, Organismos e Pastorais da CNBB: Conferência Eclesial da Amazônia, Ceama; Conselho Indigenista Missionário, o Cimi; Comissão para os Bispos Eméritos; Comissão para a Juventude; Comissão para a Cultura e Educação e a Comissão para a Comunicação.

          Coletiva de imprensa

        A última Coletiva de Imprensa da 58ª Assembleia Geral da Conferência Geral dos Bispos do Brasil (AGCNBB), teve a participação do arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo; o arcebispo de Porto Alegre (RS) e primeiro vice-presidente da CNBB, dom Jaime Spengler, e o bispo de Roraima (RR) e segundo vice-presidente da CNBB, dom Mário Antônio da Silva.

          Dom Mário destacou a importância histórica da assembleia, ressaltando que foi uma verdadeira semeadura, para produzir frutos para o Brasil, para a Igreja, para a vida do mundo. Agradeceu o papel dos jornalistas na divulgação do evento, que foi feita com muita qualidade e compromisso evangélico. Ainda destacou que a AG renovou o compromisso de amar e servir, de divulgar a verdade com seriedade. E apesar das dificuldades e desafios, com esperança e confiança, devemos prosseguir unidos e em frente.

Dom Jaime Spengler.

          Dom Jaime, falou sobre desafios de realizar uma assembleia online, mas constatou que é possível utilizar as plataformas digitais, pois essas se mostraram muito eficientes, pois otimizaram o tempo, reduziram os custos e permitiram tratar questões que não exigem necessariamente a presença física. Também destacou que foi possível realizar aquilo que foi proposto para essa assembleia. Agradeceu o trabalho extraordinário da equipe que preparou a assembleia, principalmente os grupos de trabalho dos temas que foram propostos.

          Dom Walmor disse que está com um coração agradecido pelo momento que foi vivenciado. Pois, a AG foi um encontro dos pastores e servidores do povo de Deus. A pauta era extensa, mas foi comprida com êxito, com decisões importantes. Foi feito um olhar sobre a Igreja, para rever caminhos e encontrar novas respostas, para avançar na Evangelização, com compromisso com a Palavra de Deus. Destacou que a assembleia é um experiencia espiritual que coloca no mundo um pilar de esperança.

          Destaca-se como pontos importantes aprovados na assembleia o documento na série de estudos “Animação Bíblica da Pastoral a partir das comunidades eclesiais missionárias”. A criação do regional Leste 3 composto pelas Igrejas Particulares do Estado do Espírito Santo: a arquidiocese de Vitória e as dioceses de Cachoeiro do Itapemirim, Colatina e São Mateus. A aprovação do terceiro Ano Vocacional para a Igreja do Brasil em 2023 e a Carta dirigida a todo povo brasileiro.

 

Ir. Pedro Paulo Queiroz, CJS. Religioso na Congregação de Jesus Sacerdote, Editor Geral da Revista Voz Amiga, Formado em Licenciatura Plena em Filosofia pela FAJOPA, e cursando o 5º semestre de Teologia no UNISAL. Bolsista PIBIC-CNPQ

Ir. Pedro Paulo Espirito Santo Queiroz, CJS. 
Religioso e Promotor Vocacional na Congregação de Jesus Sacerdote, Editor-Chefe da Revista Voz Amiga, Formado em Licenciatura Plena em Filosofia pela FAJOPA, e cursando o 7º semestre de Teologia no UNISAL. Bolsista PIBIC-CNPQ

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Palavra Amiga - Edição 2 Ano 2021

qui maio 20 , 2021
Ser pai, além de cuidar e proteger, é amar sem precedentes. O sacerdote, por si é pai também. Todos nós padres, desenvolvemos a nossa paternidade espiritual no exercício de nosso ministério. Mas como seres humanos necessitamos também de pessoas que nos ajudem a crescer em nossa vocação e missão.
%d blogueiros gostam disto: