Momento de reflexão: Maria exemplo de consagração!

MOMENTO DE REFLEXÃO

MARIA, EXEMPLO DE CONSAGRAÇÃO!

 

Foto: Salim Wariss / Imagem de Nossa Senhora de Nazaré – Círio de Nazaré em Belém do Pará

 

 

Dirigente: Jesus, Cordeiro de Deus, continuamente imolado sobre os Altares do mundo,

Todos: eu me uno a Vós. 

Dirigente: Coração Sacerdotal de Jesus

Todos: Fazei o nosso coração semelhante ao vosso. 

Dirigente: Maria, Mãe do Sacerdote.

Todos: Rogai por nós. 

Dirigente: Em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo.

Todos: Amém 

Dirigente: A graça e paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja conosco:

Todos: Bendito Seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

 

Dirigente: Peçamos a luz do Espírito Santo para que Ele venha em nosso auxílio, e nos ajude a rezar, ilumine as nossas trevas, e nos dê a perseverança na oração e a fé necessária para testemunharmos seu amor, e a comunhão com sua palavra.

 

A nós descei, Divina Luz!(2x)

Em nossas almas acendei, O amor, o amor de Jesus! (2x)

 

Dirigente: Venerando Maria Santíssima, como um modelo de total entrega e doação a Deus, neste momento de reflexão, meditaremos sobre o Sim de Maria na anunciação, A Mãe e Rainha de todo chamado deu um Sim incondicional e total! A partir da Anunciação, Ela dedicou toda a sua vida, para realizar a missão que Deus lhe confiou! Por isso, contemplando o exemplo de Maria, somos convidados a imitar a postura da humilde serva do Senhor, para que assim possamos seguir Cristo mais perfeitamente! Escutemos o evangelho da anunciação, no qual Maria coloca-se inteiramente nas mãos de Deus.

 

Canto de Aclamação da Palavra

 

Aleluia, Aleluia , Aleluia, Aleluia
Aleluia, Aleluia , Aleluia, Aleluia

Alguém do povo exclama: Como é grande, ó Senhor!
Quem te gerou e alimentou.
Jesus responde: ó mulher pra mim é feliz.
Quem soube ouvir a voz de Deus e tudo guardou!

 

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 1, 26-38)

Naquele tempo, 

o anjo Gabriel foi enviado por Deus

a uma cidade da Galiléia,

chamada Nazaré,  

a uma virgem, prometida em casamento

a um homem chamado José.

Ele era descendente de Davi

e o nome da Virgem era Maria. 

 O anjo entrou onde ela estava e disse:

‘Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!’ 

Maria ficou perturbada com estas palavras

e começou a pensar qual seria o significado da saudação.  

O anjo, então, disse-lhe:

‘Não tenhas medo, Maria,

porque encontraste graça diante de Deus.  

Eis que conceberás e darás à luz um filho,

a quem porás o nome de Jesus.   

Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo,

e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi.  

Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó,

e o seu reino não terá fim’.

Maria perguntou ao anjo:

‘Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?’  

O anjo respondeu: ‘O Espírito virá sobre ti,

e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra.

Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus.  

Também Isabel, tua parenta,

concebeu um filho na velhice.

Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 

porque para Deus nada é impossível’.  

Maria, então, disse:

‘Eis aqui a serva do Senhor;

faça-se em mim segundo a tua palavra!’

E o anjo retirou-se.

Palavra da Salvação. Glória a Vós Senhor.

 

 (Momento de Silêncio para interiorizar a Palavra)

 

Reflexão da Palavra

 

Leitor 1: Da carta pós-sinodal Vida Consagrada: Maria é, de fato, exemplo sublime de perfeita consagração, pela sua pertença plena e dedicação total a Deus. Escolhida pelo Senhor e, ao mesmo tempo, dando o seu consentimento à Palavra divina que n’Ela Se fez carne, Maria aparece como modelo de acolhimento da graça por parte da criatura humana. Unida a Cristo, juntamente com José, na vida escondida de Nazaré, presente junto do Filho em momentos cruciais da sua vida pública, a Virgem é mestra de seguimento incondicional e de assíduo serviço.

 

Leitor 2: A vida consagrada (e cristã) contempla-A como modelo sublime de consagração ao Pai, de união com o Filho e de docilidade ao Espírito… Por isso, a Virgem comunica-nos aquele amor que nos permite oferecer todos os dias a vida por Cristo, cooperando com Ele na salvação do mundo. Por isso, a relação filial com Maria constitui o caminho privilegiado para a fidelidade à vocação recebida e uma ajuda muito eficaz para nela progredir e vivê-la em plenitude.

 

Todos: Maria, mãe de Jesus e nossa Mãe repete teu sim na Igreja de teu Filho, o sim do natal e do calvário. Ensina-lhe a alegria do sim que a todos os sofrimentos transforma em adoração. Maria, Mãe da Igreja, sê seu modelo, obtém-lhe a coragem. Dize-lhe que todo SIM mesmo quando semeado nas lágrimas, colhido será sempre na alegria! (Cardeal Daneels)

         

Partilhando a Palavra.

                                                          

Dirigente: Diante do Evangelho da Anunciação, e da reflexão da Palavra, podemos com o sinceridade de coração, nos colocar diante do amor de Deus, que assim como a Maria, revela-se para nós, através de um chamado que Ele faz encarnado na nossa realidade de vida. Em outras palavras, na concretude da vida, Deus nos faz conhecer a sua vontade, e por isso, nesta partilha da palavra refletiremos como estamos nos colocando diante da Vontade do Senhor.

 

  1. Tenho escutado a Voz de Deus que me faz uma proposta de Amor e Bem?

 

  1. Qual a minha resposta perante o chamado que Deus me faz? Tenho a graça de dizer um Sim incondicional? Qual a minha ação concreta para responder a Vontade de Senhor?

 

 

  1. Contemplo Maria como modelo de seguimento e resposta a Deus, e como exemplo de fidelidade ao projeto de Deus?

 

 

Canto meditativo

 

Imaculada Maria de, Deus 

coração pobre, acolhendo Jesus!

Imaculada Maria do povo, 

Mãe dos aflitos que estão junto à cruz!

Um coração que era Sim para a vida,

Um coração que era Sim para o irmão,

Um coração que era Sim para Deus,

Reino de Deus renovando este chão!

Preces

 

Dirigente: Roguemos a Deus, irmãos e irmãs, para que pela intercessão de Maria, Ele possa fazer frutificar na igreja, santas vocações! A cada invocação cantemos:

Eu confio em nosso senhor com fé, esperança e amor (2x)

 

  1. Confiamos em Vós Senhor, por isso pedimos que envie mais operários para vossa messe! Pedimos-vos pelo nosso Papa, pelo nosso Bispo diocesano, pelo nosso pároco e por todo o clero, para que sejam santos e perseverantes!

 

  1. Confiamos em Vós Senhor, por isso pedimos que dê perseverança aos nossos seminaristas, e que desperte na igreja cada vez mais jovens que tenham o desejo de vos servir na vida sacerdotal!

 

  1. Confiamos em Vós Senhor, por isso pedimos que fortaleça e conserve as vocações as diversas congregações religiosas, para que na igreja continue a brilhar a vossa santidade através dos nossos irmãos e irmãs consagrados nos votos de pobreza, castidade e obediência.

 

  1. Confiamos em Vós Senhor, por isso pedimos que suscite cada vez mais na tua igreja santos homens e santas mulheres para o matrimônio, para que sejam sinais do teu amor no mundo, constituindo assim, famílias santas.

 

  1. Confiamos em Vós Senhor, por isso pedimos que fortaleça cada vez mais, os leigos e leigas que se consagraram ao serviço da tua igreja, pedindo para eles a perseverança necessária para que inseridos no mundo, possam ser sinais da tua luz salvadora.

 

  1. Confiamos em Vós Senhor, por isso pedimos que Suscite para tua Igreja Santas vocações, para que percorrendo os incertos caminhos da terra, realizemos desde já a tua vontade, que alcançará a plenitude na vossa morada celeste!

 

(Preces espontâneas)

 

Dirigente: Maria de Nazaré, Vós que movida pela força do Espírito, acolhestes Jesus, o Verbo de Divino, no íntimo da vossa alma, numa atitude de fé e amor a Deus nosso Pai, ajudai-nos a dizer «sim» a Vocação que o Senhor nos confia. Por Cristo Nosso Senhor. 

Todos: Amém.

 

Dirigente: Concluamos rezando para que o mundo possa escutar cada vez mais a voz do Senhor que não se cansa de chamar para o serviço do Reino:  Três Ave Maria. Glória ao Pai…

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

A relação entre o Sim de Maria e o Sim no Matrimônio

qui set 17 , 2020
Uma vida matrimonial que acolhe Maria como mestra, e a quer, apreende no silêncio de escuta e meditação, conhecimentos individuais. Cada casal de acordo com suas necessidades, descobre com o sim dela o que lhes falta.
%d blogueiros gostam disto: