Os meios de santificação do seminarista

 

o aspirante ao sacerdócio deve anelar para assemelhar-se a Jesus o Bom Pastor e começar um caminho de progresso para ser segundo o Sagrado Coração Jesus.

 

 

          Na Igreja sempre houve pelos séculos afora, abundantes testemunhas de Cristo. Ele continuou vivendo e andando através dessas testemunhas oculares no meio do povo. Por isso gostaria de apresentar um incansável sacerdote do século passado. Um ardoroso arauto na missionaridade, nos meios de comunicação e um grande influenciador de vocações, colaborando na formação seminarística como diretor espiritual do seminário de Alba, Itália, logo após sua ordenação sacerdotal.

          Estou falando do Beato Tiago Alberione, ordenado 29-06-1907, e que impulsionado pelo ardor missionário pela formação ao sacerdócio disse:

          “Feliz de quem chega ao Sacerdócio convenientemente preparado para essa missão altíssima”.[1]

          Tiago Alberione chama nossa atenção para o fim último da formação que é chegar preparados para essa altíssima vocação.

          No entanto, o seminarista é convidado para aprofundar nas verdades eternas, para santificar-se, para ser possuidor das virtudes, da ciência e do zelo necessário para receber o divino mandato: “Como o Pai me enviou, assim Eu vos envio a vós”.[2]

 

Contudo mencionarei algumas das vias de santificação:

  1. A oração
  2. Os sacramentos
  3. Oração da liturgia das horas
  4. Lectio Divina
  5. Obediência aos seus superiores
  6. Fidelidade à Igreja,

                      – Tradição,

                      – Magistério

                      – Sagrada Escritura

 

  1. Amor à Santíssima Virgem
  2. Amor ao Sumo Pontífice, o Papa

 

          A Sagrada Escritura dá um caminho seguro através de Timóteo, “Attende tibi et doctrinae; insta in illis. Hoc enim faciens et teipsum salvum facies et eos qui te audium”. Vigia a ti mesmo e a doutrina. Persevera nestas disposições porque, assim fazendo, salvarás a ti e aos teus ouvintes. (I Tm 4,16).[3]

          Por fim, o aspirante ao sacerdócio deve anelar para assemelhar-se a Jesus o Bom Pastor e começar um caminho de progresso para ser segundo o Sagrado Coração Jesus.

          Rogamos, à Virgem Maria, Mãe do Sacerdote, que nos ajude a nos formar nas características virtudes sacerdotais. Amém

 

Clique aqui para baixar este artigo em PDF

 

 

 

Ir. Ronaldo Teles da Cruz, CJS. 
Religioso na Congregação de Jesus Sacerdote, e estudante de teologia no Centro Universitário Salesiano de São Paulo, UNISAL, 7º semestre.

 

 

 

[1] ALBERIONE, James. Sacerdote eis a tua meditação. São Paulo: Paulinas, 1957 p.5

[2] Jo.20,21

[3] BIBLIA de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2004. 2205

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Coração de Jesus como fonte de vida sacramental

sex jun 19 , 2020
O Coração de Jesus é o sinal do amor e da misericórdia de Deus para a humanidade, por esta razão, dizemos que os sacramentos nascem desse Coração. Através dos sacramentos a Igreja nos dá de beber da fonte inesgotável do amor de Deus e proporciona ao pecador mergulhar no abismo insondável, no manancial infinito da misericórdia divina.
%d blogueiros gostam disto: